Fio a fio

Logo4

Outro dia me olhei no espelho e estranhei algo em minha sobrancelha esquerda, que parecia bem mais clara do que a direita. Examinei de perto, e vi uma falha bem no meio dela, rasgando o meio dos pelos sem dó nem piedade. Apelei para uma manobra Donald Trump e penteei os fios mais longos ali para o meio, com a absoluta certeza de que esse arranjo não enganaria os olhares mais treinados.

Ainda que não tenha descoberto o que causou isso, descobrir a infinidade de produtos para a sobrancelha que temos atualmente foi reconfortante. Lápis cor universal, caneta delineadora, rímel, gel e outros produtos que com certeza eu nem saberia como usar – isso pensando no que é removível.

Armado o truque, saí para a rua com ar de charlatã aguardando ser descoberta pelo público. Acontece que se você andar por aí com esse assunto na cabeça, vai perceber que as sobrancelhas estão em muita evidência. Quando digo muita, é muita mesmo.

Basta pegar um metrô lotado pela manhã e você irá comprovar o que te digo. Homens, mulheres, de todas as cores e idades, andam com as sobrancelhas tão marcadas que tive a certeza de que ninguém ia reparar na minha Trump solution.

Sobrancelhas têm moda própria, isso é sabido, e de uns tempos para cá ela tem sido mais generosa com quem sempre sofreu na pinça. Penugens escuras e grossas são as mais desejadas por loiras, morenos, carecas ou cabeludos.

Só que quem não tem cão, caça com gato – no caso, com henna, micropigmentação, preenchimento fio a fio e muitas técnicas permanentes para os corajosos (e talvez incautos). Até aí, solução justa.

O que me incomodou mesmo foi ver que seduzidos pela tentação de ficar na moda, poucos prestem atenção ao formato do seu rosto e, principalmente, o que combina com ele. E dá-lhe um festival de sobrancelhas que parecem flutuar no rosto alheio, passando férias em outras faces.

O alívio de ver que a minha sobrancelha não era lá tão chamativa abriu caminho para uma nova preocupação: até quando eu poderia manter o meu truque sem apelar para algo mais definitivo? Seria eu a próxima pessoa com a sobrancelha de outro estampada no meu rosto?

Na dúvida, liguei para a dermatologista e agendei uma consulta de encaixe. Afinal, a moda passa, e quando menos esperar, serei a única com sobrancelhas artificialmente grossas do vagão.

Tags:

Postado por:

Vanessa Henriques

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Leia também

Desenvolvido por Finalité Marketing

Back to Top